Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Projeto do APL Leite é o mais votado na Consulta Popular 2019
10/09/2019 14:30 em Notícias
Encerrado o processo de votação da Consulta Popular 2019, levantamento realizado pelo Conselho Regional de Desenvolvimento da Fonteira Noroeste aponta que a Demanda 2: Consolidação do Arranjo Produtivo do Leite recebeu o maior número de votos: 11.989.   


Conforme a presidente do Corede, Vanice Matos, de um colégio eleitoral de 164 mil eleitores, 71.998 (11,53%) eleitores dos 20 municípios da região participaram da escolha. No ano passado 24,53% dos eleitores optaram por um projeto de desenvolvimento regional. 


A Demanda 1: Desenvolvimento da Agroindústria ficou em segundo lugar com 5.650 votos.


Os municípios com maior índice de votação foram Cândido Godoi, Campina das Missões, Independência, Nova Candelária, Porto Lucena, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, Santo Cristo, São José do Inhacorá e Tuparendi. O valor destinado pelo governo do Estado para a região, nesta edição, de R$ 628 mil (30% a menor do que no ano passado) será dividido de forma igualitária entre as dez cidades.


Os R$ 20 milhões definidos em 2019 pelo governo Eduardo Leite para serem utilizados no próximo ano na Consulta Popular é o menor orçamento já estabelecido por uma gestão para este programa desde o início da votação, em 2004. Até então, o menor valor havia sido definido em 2007, durante a gestão da governadora Yeda Crusius, quando foram orçados R$ 40 milhões


A votação online foi realizada durante três dias na semana passada, e encerrada na sexta-feira (6). A verba destinada na Consulta Popular será inserida no orçamento do Estado. 


Conforme a Secretaria Estadual de Governança e Gestão Estratégica (SGGE), órgão responsável pela organização da Consulta Popular, foram computados em todo o Estado 253.832 votos. A votação foi online, pelo site www.consultapopular.rs.gov.br, e presencial, em pontos definidos pelos Coredes.


A Consulta Popular, que é realizada há mais de 20 anos no Rio Grande do Sul, teve uma alteração em seu conceito. Para fortalecer o Desenvolvimento Regional, não foram elencados projetos de segurança, saúde e educação, áreas que recebem as maiores verbas do orçamento do Estado.

Fonte: Rádio Colonial FM

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!