Novo sistema vai analisar casos de testemunhas protegidas

0
19

Programa da apoio a testemunhas de crimes que, por estarem em condições de risco, tiveram ser retiradas de seu lugar de moradia

O Ministério dos Direitos Humanos (MDH) criou o Sistema Nacional de Informações de Vítimas e Testemunhas (Sisnavt) para receber dados relacionados às pessoas protegidas pelo Programa de Assistência a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas (Provita). A portaria ministerial que institui o sistema foi publicada nessa terça-feira no Diário Oficial da União.

De acordo com o texto, o Sisnavt também vai armazenar dados que possam demonstrar a efetividade e a eficácia do programa; oferecer ferramentas para a geração de relatórios e produção de informações para análises e aferição de sua contribuição para a defesa e promoção dos direitos humanos das pessoas protegidas, bem como para o combate à impunidade.

Com a novidade, será possível produzir estudos comparativos, tanto sobre a prática de violação de direitos e de ameaças quanto sobre a própria efetividade da proteção das testemunhas. Outra expectativa é otimizar o uso de informações, como depoimentos, em casos acompanhados pelo programa.

Caberá aos gestores estaduais e federal do programa, com o apoio das redes da sociedade civil que acompanham os casos, adicionar às informações na plataforma.

Fonte: Agência Brasil

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.