Calor castiga Europa; Nasa diz que 2018 já é um dos anos mais quentes da história

0
20

Pessoas se divertem em fonte em dia de calor intenso na cidade basca de Vitória, no norte da Espanha (Foto: Alvaro Barrientos/AP).
Na Alemanha, faltou cerveja; na Áustria, distribuíram desodorantes nos trens; na Suíça, preocupação era com vacas. No Brasil, teve granizo em Rondônia, chuva em Brasília e 38°C em Cuiabá.
Um calor avassalador. Por todo o Hemisfério Norte, o que se viu nos últimos dias foi seca, fogo, calor, sede. De acordo com a Nasa, a agência espacial norte-americana que também monitora as condições climáticas aqui da Terra, 2018 já é um dos anos mais quentes da história.

Na Alemanha, os bichos do zoológico ganharam gelo para se refrescarem, enquanto os humanos driblaram o calor com cerveja. O consumo foi tanto que chegou a faltar bebida em algumas cidades.

Na Áustria, o calor nos trens que não têm ar-condicionado era tanto que foram distribuídos desodorantes para os passageiros.

Clique AQUI e confira a matéria completa no site do G1/Fantástico.

Fonte: G1

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.